——— HOLDING FAMILIAR CONSULTORIA ———Sucessão Familiar e Proteção Patrimonial

ADVOGADO

Diego Viscardi

  • Advogado Societário no escritório Cipullo, Harada, Bezerra, Santos Associados. Consultor em Sucessão Familiar e Governança Corporativa.
  • Bacharel em pela Faculdade de Direito da Alta Paulista – FADAP.
  • Pós Graduado em Direito Empresarial pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP.
  • Membro do Grupo de Estudos de Empresas Familiares – GEEF/FGV-SP
  • Experiência no setor consultivo da área societária (contratos sociais, estatutos, alterações, atas, acordos parassociais). Assessoramento em reestruturações societárias, fusões, aquisições, cisões, incorporações. Experiência na elaboração de projetos visando a proteção patrimonial. Reestruturação de operações, patrimônio e empresas com análise de risco, aspectos tributários, societários e sucessórios;
  • Atuação na área de sucessão familiar e governança corporativa para empresas familiares; Elaboração de planejamentos sucessórios para famílias e para empresas mediante constituição de holdings familiares;
  • Elaboração de contratos sociais de holding patrimonial/imobiliária visando a redução da carga tributária nas receitas imobiliárias (compra/venda e locação de imóveis próprios);
  • Consultoria para empresas familiares que desejam profissionalizar a administração com a normas da Governança Corporativa mediante inserção de documentos societários (Acordo de Quotista, Diretoria Executiva, Conselho de Família, Protocolo Familiar).

MÍDIAS


1 – VALOR ECONÔMICO

Reportagens:

VGBL ganha espaço no planejamento sucessório
Herdeiros conseguem na justiça incluir VGLB em partilha de bens
TJ/SP derruba autuações que cobram diferenças de Imposto de Herança
Contribuintes têm ganhado disputa sobre o valor de Imposto sobre Herança
Justiça afasta tributação sobre o saldo de VGBL
Estados adotam alíquota máxima de 8% para imposto sobre Herança

Artigo:

O Erro na Incidência de ITBI
https://www.valor.com.br/legislacao/6107605/o-erro-na-incidencia-do-itbi

 

2- MIGALHAS

Artigos:

Não Incidência de IRRF na transmissão causa mortis de fundos de investimentos
Previdência Privada: Limites legais e fraude aos herdeiros